Poemas Finitos

Diga ao povo que fico! Ou melhor, deixe que eu mesmo digo. Sem penas e sem pedras, semi-nú, sem grandes ou pequenos, nem de leve abstêmio, levemente suburbano, metropolitano, sem face, sem máscaras, estou em qualquer passado e nos cotidianos. Cai o pano!

15 de mar de 2012





Dentro de mim há um canto
Longe de mim lá no fundo
Onde penetro e me espanto
Como se nu neste mundo

Neste lugar lá no fundo

Buscar nem sei bem o que
Busco talvez me encontrar
Como se cego ou se mudo
Como se nu neste mundo

Neste lugar lá no fundo

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home