Poemas Finitos

Diga ao povo que fico! Ou melhor, deixe que eu mesmo digo. Sem penas e sem pedras, semi-nú, sem grandes ou pequenos, nem de leve abstêmio, levemente suburbano, metropolitano, sem face, sem máscaras, estou em qualquer passado e nos cotidianos. Cai o pano!

12 de out de 2010

meu bem



teus passos
macios
no telhado de vidro
eu te vi e ouvi
desde ontem.
o teu canto
e eu nu
sem dizer
que te amo
e o quanto.

te quis sem querer.

é a festa do dia
e a noite
e os dias passando,
é a vida invadindo
mimando os lençóis
e teus passos macios
no telhado de vidro
eu sei quando.


Adonis K.

1 Comments:

Blogger Curiosa said...

lindo esse poema ... lindos todos os teus escritos ... abraços!

9:21 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home