Poemas Finitos

Diga ao povo que fico! Ou melhor, deixe que eu mesmo digo. Sem penas e sem pedras, semi-nú, sem grandes ou pequenos, nem de leve abstêmio, levemente suburbano, metropolitano, sem face, sem máscaras, estou em qualquer passado e nos cotidianos. Cai o pano!

17 de fev de 2009

Beijo Molhado



Entretanto lá estava a mulher iluminada
pelas lâmpadas dos postes do motel
e os neons refletidos em seus olhos
indicavam cachorro-quente e coca-cola,
naquela hora silenciosa de buzinas.

Fomos.

2 Comments:

Blogger docerachel said...

Quero acompanhar seu blog, mas não acho a porta.

9:12 PM  
Blogger Mariana Tatos said...

ei, amei este, parabéns!!

10:34 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home